Grupo da Universidade Metodista quer vender imóveis para pagar dívidas de R$500 milhões

Sindicatos de professores critica plano de recuperação judicial, que prevê pagamentos sem juros e correção monetária


SÃO PAULO - Sindicatos de professores funcionários grupo Educação Metodista, dono de 17 instituições de ensino entre as quais estão a Universidade Metodista de São Paulo e a Universidade Metodista de Piracicaba, criticam o plano de recuperação judicial apresentado pelo conglomerado na última sexta-feira.


O grupo, que está em recuperação judicial oficialmente desde maio, apresentou um plano de recuperação judicial que prevê leilões de 16 imóveis em cinco estados para o pagamento de suas dívidas. O passivo listado na recuperação judicial supera os R$ 500 milhões.


Clique aqui para saber mais. Fonte: O Globo

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo